"Educar é ser um artesão da personalidade, um poeta da inteligência, um semeador de ideias" Augusto Cury



Ser CRIANÇA É...

>Frases para Orkut

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

No âmbito das comemorações do "Dia das Bibliotecas" a professora Isabel Reis preparou-nos uma agradável surpresa.
Fomos à B.E. ouvir a história de Luisa Ducla Soares, "A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas".


Estivémos sempre muito atentos!
"O Monstro das Bibliotecas"

A Prof. Isabel a contar a história.

As personagens principais estavam escondidas e nós tivémos que as procurar...
A Bruna encontrou a Fada Palavrinha escondida dentro de um livro.

O Gonçalo encontrou o Gigante das Bibliotecas escondido nos computadores.

O Pedro procurou na secção das revistas...
....e encontrou outro Gigante. ficou radiante com a descoberta.
A Rita encontrou outra fada.
O Rúben procurou nos dicionários...
...e a Íris encontrou outra Fada.

No final a Professora Isabel convidou-nos a fazer um trabalho sobre a história que tínhamos acabado de ouvir... e, claro aceitámos.
Fica a promessa que publicaremos aqui o que fizermos.
Para quem quiser saber mais fica um pequeno resumo da história.

Era um rei muito rico que queria gastar o seu dinheiro. Pediu a opinião dos filhos e da rainha sobre como deveria gastar o dinheiro. A rainha queria um palácio, a filha queria tecidos para fazer vestidos e o filho queria um batalhão. O rei não aceitou nenhuma das ideias.

O que o rei queria era uma biblioteca. Os vassalos e os familiares acharam uma ideia disparatada mas o rei não lhes deu importância e mandou construir a biblioteca. Encomendou livros de muito longe. A biblioteca começou a funcionar. As pessoas ficaram curiosas e iam à biblioteca.

Certo dia apareceram umas traças que queriam comer os livros. O rei tentou resolver o problema contratando soldados, cientistas e por fim um morcego que lhe veio pedir emprego. O morcego conseguiu acabar com as traças. Todas menos uma. Esta não comia os livros devorava-os a ler. Ela era a Fada Palavrinha.

A Fada Palavrinha com os seus “pozinhos” de perlimpimpim fez com que todas as pessoas gostassem de ler.
No fim todos gostavam de ler. O morcego e a traça cuidavam da biblioteca.

Sem comentários:

Enviar um comentário